A virada do ano,

Eu fico sempre tentando ser um pouco blasé em relação a virada do ano, a ideia de que o neste ano novo tudo será diferente, que os meus erros foram perdoados, e que nas próximas horas me trarão uma nova chance para fazer as coisas certas, eu acredito que a vida é uma continuidade e 2017 de certa forma estará dentro de 2018, pois eu estou aqui no dia 01/01/2018 e 2017 está aqui dentro de mim.

Eu tento assumir um lado mais racional, mas como tenho uma propensão natural para o fracasso, eu falho, mas desta vez de uma maneira adorável, estou na pequena varanda do meu quarto vendo a queima de fogos, conversando com dois amigos sobre coisas triviais, mas existe uma importância silenciosa, o deus chamado Tempo está aqui, eu sinto a sua presença.

Deito na minha cama onde o meu sobrinho que completou 4 meses dorme um sono profundo com a mãozinha segurando a colcha, a minha irmã está ao lado, é engraçado porque não faz tanto tempo assim e eu lembro dela pequeninha, sempre tão viva e inteligente.

Eu acho que a vida é vida quando temos algum tipo de razão imaterial para viver, eu desejo ver este pequeno babão crescer, dar os pequenos passos, pronunciar palavras, ler as primeiras palavras, quero saber como será a sua voz, se ele será carinhoso como a mãe ou mais fechado e não menos carinhoso como o pai que nasceu com o dom do carinho mais prático.

Não sei o que será dos próximos 365 dias e não quero saber, quero confiar no Tempo e viver mais dentro do hoje, dentro das palavras até o DIA.

Quero me movimentar mais e deixar o passado em paz, pois quando quero reviver o que passou estou travando uma guerra contra o Tempo.

Anúncios