Você já se sentiu preso na sua própria vida, encarcerado em ponteiros e rotinas, com uma máscara sorridente dizendo bom dia, boa tarde, boa noite com toda a educação protocolar, você já fugiu dos “Porquês?” Das perguntas que vivem aparecendo inesperadamente como cenas dos filmes do Hitchcock, por que eu estou fazendo isso? Por que gasto muito dinheiro com coisas que não vou usar? Por que estou fazendo essas caras e bocas para uma Selfie no Instagram, por que quero mostrar para todo mundo o relacionamento maravilhoso cheio de paixão e companheirismo virtuais, veja bem, eu disse virtuais. Por que eu não disse a verdade? Por que eu não mandei aquela pessoa à merda? Por que eu tento agradar a todo mundo?  Por que eu devo abandonar os meus amigos de anos só porque alguém que eu conheci ontem não simpatizou com eles?  Quer um conselho? Não evite os Porquês, pois um dia eles irão te encurralar em um beco sem saída e irão fazer você sangrar lágrimas.

 

Seja indomável, beije cada tristeza, abrace e se embriague com cada alegria, o sentido da vida é Ser e não Parecer.

Anúncios